Desafios no manejo de pragas em sistemas intensivos de produção: Show Safra destaca pesquisas da Fundação Rio Verde

Palestra ofereceu insights valiosos para os produtores enfrentarem os desafios crescentes relacionados à proteção das culturas.

Na 11ª edição do Show Safra, um dos eventos agrícolas mais importantes do país, os desafios no manejo de pragas em sistemas intensivos de produção foram destacados em uma palestra conduzida por renomados pesquisadores da Fundação Rio Verde. Com uma abordagem focada nas problemáticas regionais e nos resultados de pesquisas recentes, a palestra ofereceu insights valiosos para os produtores enfrentarem os desafios crescentes
Os sistemas intensivos de produção enfrentam desafios únicos em diferentes regiões do país.

Os pesquisadores da Fundação Rio Verde têm se dedicado a investigar soluções inovadoras para os desafios no manejo de pragas. Resultados promissores de estudos recentes foram compartilhados durante a palestra, incluindo novas estratégias de controle químico, biológico, genético e novas metodologias de pesquisa.

Uma das abordagens mais promissoras destacadas na palestra, proferida pela pesquisadora, Dra Jéssica Gorri foi o controle de pragas do sistema soja, milho e algodão. “A Fundação Rio Verde tem investido em pesquisas para identificar momento correto de aplicação e melhor fase da praga para altas eficiências de controle.“

Além disso, a palestra abordou a importância da otimização do uso de defensivos agrícolas. Em um cenário agrícola cada vez mais desafiador, o manejo de pragas em sistemas intensivos de produção é uma questão crucial para a sustentabilidade e a produtividade das lavouras.

O momento de troca de experiências técnicas, destacou a importância da inovação e da colaboração entre produtores, pesquisadores e instituições para enfrentar esses desafios de forma eficaz.

A palestra contou ainda com a presença do pesquisador, Dr Luciano Del Bem Junior, da Fundação MS, o qual ele destacou sobre o manejo dos sugadores no sistema de produção de soja e milho.

Fonte: Verbo Press